terça-feira, 3 de outubro de 2006

Celebrar a Música com palavras...

Diferente!
Foi desta forma que o Conservatório do Vale do Sousa comemorou o Dia Mundial da Música.

Nma iniciativa da Professora Rute Cruz a Música brotou, especialmente, das palavras de José Régio, Eugénio de Andrade, Vinicius de Moraes, entre outros poetas, declamados por Professores desta Escola que se empenharam, profundamente, para levar a efeito este espectáculo.
Uma surpresa, sem dúvida, esta dádiva oferecida à comunidade juntando a literatura e a música, numa alusão também a outras artes, permitindo uma comunicação e diferente fruição estética.
O objecto artístico, estético é um produto social e é bom que os nossos jovens se revejam nesta sociedade!

3 comentários:

nandacml disse...

Sim, foi diferente a forma como se comemorou o Dia Mundial da Música, e ainda bem!
Eu estive lá, digo e não me canso de repetir que foi um momento de grande ilusão, fiquei arrepiada ao ouvir a declamação do poema de Eugénio de Andrade "Adeus" ou mesmo "O Desespero da Piedade" de Vinicius de Moraes, pela voz do Prof. António Pacheco, ou o "Fado Português" de José Régio na voz rouca de Fernando Mendes e no tom narrativo e expressivo da Prof. Rute Cruz, acompanhado à Guitarra Portuguesa pelo nosso aluno Ricardo Oliveira.
Custa-me não mencionar todos os poemas ali declamados, estes são só um exemplo.
para terminar só mais um comentário: só perdeu quem não lá esteve. Bem hajam a todos!

AntonioPacheco disse...

Esta primeira récita pautou-se muito, a meu ver, pela positiva e, com certeza, foi o arranque para novas sensações poeticas futuras.
Talvez seja interessante perguntar até que ponto as Artes, no tempo pós-moderno, viverão por si só, isto é:independentes uma das outras; ou será inevitável as fusões?
Já agora falamos em Artes. Mas, afinal o que é a Arte?

Fernanda disse...

Sobre a Arte não sei nada...
Nem sequer quero saber o seu significado, mas só sei que deviam ter falado da minha brilhante actuação (modéstia à parte) no recital de poesia...

Nota: A D. Fernanda não gosta de mim


Este é o meu primeiro comentário. Para a próxima porto-me melhor.